Silas e o presente grego

Um domingo de bastante suor, alguma preocupação, mas com um final já bastante óbvio. Ou alguém achava que poderia ser diferente? Antes da luta, o Internacional já havia jogado a toalha. Tanto é que anunciaram que iriam poupar titulares (que hoje são apontados como prováveis reservas) e não buscariam o título, mas “tentar estragar a festa tricolor”.

A surpresa agora é esta lamúria amarga que ouço lá do outro lado do Atlântico. Ora, vão pentear macacos com este mantra inútil! O mérito é dos missionários Silas e Paulo e ponto. Eles levaram a palavra ao aterro e fizeram o suficiente na semana seguinte. À amargura, o que dizer? Ano que vem tem mais, talvez…

Aí, os gols que valeram o Gauchão 2010. Dos dois “Cavalos de Tróia” apresentados pelos visitantes nos dois confrontos finais, o gremista no Beira Rio foi mais eficiente.

O final de semana foi também de bastante suor para a chanceler federal alemã Angela Merkel e de choro para o povo grego. Como na crise do Lehman Brothers, quando assumiu papel de liderança por uma solução global, Merkel tomou a frente na manobra que visou, acima de tudo, “garantir a manutenção do Euro”, conforme muitos analistas têm classificado.

A Dama do Euro

Na verdade, Merkel apresenta-se como a líder natural do bloco europeu na empreitada de resgate à economia grega porque a Alemanha entra com 22,4 bilhões no fundo de emergência de 120 bilhões de euros, aprovado pelo FMI e pela União Européia.

“Por que resgataremos estes bilionários gregos com o dinheiro dos nossos impostos?”, estampava o sensacionalista Bild em sua manchete dominical. Na matéria, cidadãos alemães apresentam seus próprios problemas de financiamento em setores como educação, saúde e emprego.

Resistentes a um protagonismo tão forte, frações do governo alemão já haviam sugerido que a Grécia abandonasse o Euro. O líder do oposicionista SPD, Frank Walter-Steinmeier (ex-ministro do exterior), classificou que o acordo teve erros em sua construção. Merkel reage com “abraços retóricos” e com o tempero da inexorabilidade: “não havia outra alternativa”.

Até quem não pode também ajuda

Cada integrante da zona do euro vai ajudar com o que pode e muitos ajudam já na esperança de contarem com a solidariedade alheia no futuro. Portugal, por exemplo, anunciou 2 bilhões de euros para o fundo de resgate e figura na lista dos países a serem também abalados pela crise como Irlanda, Itália e Espanha.

Merkel elogiou o pacotaço do seu homólog Georgios Papandreou, que pretende reduzir o déficit do país de 13% para 2% do PIB em quatro anos às custas do sufoco da população grega.

“É um plano bastante audacioso e é a unica saída”, disse a dama do Euro, firme e convicta ao abraçar a receita que a UE e o FMI ofereceram para Papandreou em contrapartida aos bilhões concedidos em resgate.

Quem deve pagar?

Enquanto isso, em Atenas, no olho do furacão, os líderes das principais centrais sindicais gregas iniciaram a semana esperneando contra o pacotaço. Papandreou prometeu, em troca da ajuda da UE e do FMI, cortar salários e pensões, aumentar impostos sobre tabaco, álcool, gasolina e valor agregado.

Jornais gregos falam em greve geral convocada para quarta-feira. Já nesta segundo, trabalhadores municipais paralisaram atividades e professores devem fazê-lo na terça também.

Abaixo manifestações do 1 de Maio em Berlim. A primeira parte são militantes de esquerda. Exatamente no minuto 0’50 surge a manifestação neonazista e a chamada contra-marcha (bloqueio popular à manifestação nazista). Policiais de toda a Alemanha reforçam o efetivo da capital nesta data todos os anos. Mais tarde no vídeo, voltam imagens das manifestações da esquerda na capital alemã, no resto do país e também na Grécia. A matéria é da N24.

Anúncios

Deixe seu comentário no blog para que outros leitores conheçam a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s